Posts

,

Dicas de como aplicar uma entrevista comportamental

entrevista-comportamental

Todos os profissionais, em algum momento de sua carreira, provavelmente já passaram por uma entrevista de emprego — um encontro que pode ser bastante tenso para o candidato, que muitas vezes se entrega ao nervosismo e acaba dando respostas clichês e previamente ensaiadas. Embora seja comum e compreensível, este tipo de comportamento pode prejudicar a conquista do emprego, já que os recrutadores desejam conhecer melhor os candidatos.

Para proporcionar maior conforto para o entrevistado e, principalmente, para garantir que a entrevista seja proveitosa para a empresa que está em busca do candidato ideal para preencher uma vaga, a entrevista comportamental pode ser uma excelente ferramenta.

O que é uma entrevista comportamental?

A entrevista comportamental é uma entrevista de emprego composta por perguntas elaboradas de modo a dificultar respostas ensaiadas, pois exigem que o candidato fale a respeito de sua história de vida e suas experiências profissionais. Trata-se de uma opção muito interessante para a empresa, pois permite a identificação mais profundo do perfil de cada indivíduo.

Dicas de como aplicar uma entrevista comportamental

Pergunte sobre situações ruins ou negativas

É absolutamente normal que, ao longo da vida profissional, as pessoas tenham que lidar com indivíduos e situações que são desagradáveis de alguma forma. Questionar sobre esses momentos é uma excelente forma de descobrir como o candidato lida com as adversidades e se ele é capaz de trabalhar em prol da equipe, mesmo em situações negativas. É preciso que o candidato saiba lidar com essas situações para que elas não afetem seu desempenho.

Questione sobre suas motivações

Fuja do clichê da pergunta sobre as motivações pessoais e profissionais com a pergunta “Você já teve que aceitar algo que não concordava?”, por exemplo. Analise a resposta do entrevistado,  isso lhe dirá muito sobre o pensamento coletivo e sobre como ele lida com as ideias alheias, sobre as ideias próprias e decisões que toma quando está em tal posição.

Pergunte delicadamente a respeito dos defeitos

Esta dica é para evitar o clichê na resposta do candidato : ao invés de pedir explicitamente para que ele fale sobre seus pontos negativos, pergunte “por qual razão você acha que poderia ser demitido?”. Essa pergunta induz o candidato a expor seus defeitos, demonstrar humildade e reconhecer que não é perfeito.

Aborde o equilíbrio entre a vida pessoal e profissional

A vida profissional muitas vezes afeta o desempenho profissional, e isso é considerado natural até certo ponto. Questionar sobre situações em que o candidato teve que procurar um equilíbrio entre esses dois âmbitos e entender como ele agiu nessas situações é relevante para descobrir a capacidade do candidato em separar as suas realidades.

Fonte: www.sigaempreendendo.com.br

, , ,

É melhor investir em redes sociais ou na criação de um site?

De um lado, a fácil integração proporcionada pelas redes sociais, por ferramentas como o Facebook, Instagram e Twitter. Do outro os sites que são encontrados mais facilmente pelo Google. E agora, em qual investir?

A dúvida é grande e o debate também. São opiniões diversas. Muitos empreendedores, especialmente os de pequeno porte em fase inicial de negócio, acreditam que apenas as redes sociais são suficientes para satisfazer sua clientela. Eles abrem um perfil empresarial nas redes sociais e, devido à rápida interação com os clientes, acabam focando somente nessas mídias. Por outro lado, Google, considerada a ferramenta mais eficiente de busca, só prioriza sites em sua leitura.

Antes de tudo, é preciso entender os motivos e a dinâmica dos negócios nas plataformas digitais.

Por que minha empresa precisa ter um site ou estar nas redes sociais?

Primeiro passo é entender os motivos para colocar sua empresa na internet. Os últimos dados revelam que o Brasil tem 120 milhões de usuários conectados, segundo pesquisa da UNCTAD. E onde está a sua marca?

A internet é hoje a principal vitrine para venda de produtos e serviços. Em poucos cliques, uma pessoa consegue encontrar o que quer, ter informações detalhadas, opiniões diversas e decidir como, onde e de quem ela quer consumir. Ainda que a compra não seja feita online, aproximadamente 70% das pessoas buscam informações na internet antes definir qualquer ação de consumo, seja ela comprar algo, escolher um serviço ou selecionar um destino de lazer. Estar conectado com sua clientela é essencial para os dias atuais.

Redes sociais x criação de um site: como escolher?

Os dados revelam que a melhor alternativa é estar presente em ambas as opções e buscar estratégias de marketing digital para cada uma das ferramentas de acordo com seu público. É bem verdade que plataformas sociais facilitam e são ótimas fontes de divulgação e interatividade porém conversões como compra, aquisição e contratações se dão quase que exclusivamente através dos sites empresariais. Contudo, uma ferramenta não exclui a potencialidade da outra. A criação de sites também fortalece a marca da empresa. Na verdade, as duas opções contribuem comprovadamente para o seu negócio crescer.

E mais: cada uma tem seu papel no meio digital.

Vantagens das redes sociais

Antes de decidir o que comprar, 77% das pessoas buscam uma “ajudinha” das redes sociais, como Facebook e Instagram, por exemplo, segundo a pesquisa PricewaterhouseCoopers (PwC). Elas oferecem informações que impactam diretamente na decisão do quê e onde comprar, além de serem decisivas na escolha de um serviço. Os principais atrativos das redes sociais são:

  • São gratuitas – para ter uma conta, basta criar um perfil nas páginas oficiais com um e-mail;
  • Interação – Os clientes têm acesso rápido e fácil para ver os produtos e serviços, bem como comentar, deixar opinião ou tirar dúvidas;
  • Público expressivo – Os brasileiros gastam, em média, 13 horas do dia em redes sociais. Ou seja, a chance de ele ver sua marca é alta, ainda que necessite investir em estratégias pagas.

Vantagens da criação de um site

Apesar do sentimento de insegurança do internauta, 93% dos conectados já realizaram compras online.

Para se sentirem protegidos, eles recorrem a algo que as redes sociais não oferecem. Pois é, 70% dos consumidores só compram em sites. E te digo mais, em sites que tenham selos de segurança, certificados SSL. Os dados são da pesquisa “Consumidor Digital”, da Conversion. Esses são alguns pontos principais da criação de site:

  • Serviço online – sites oferecem a possibilidade de o internauta contratar o serviço dentro da própria plataforma, como é o caso do e-commerce;
  • Confiabilidade – a página oficial na internet gera credibilidade, é um verdadeiro cartão de visitas. O internauta sente mais confiança pois pode encontrar, de uma vez só, dados mais completos sobre a empresa, seus produtos e serviços oferecidos;
  • Segurança – sites podem adquirir selos de segurança oficial, o que permite que dados bancários e formulários cadastrais estejam seguros durante uma compra online;
  • Google – Nem sempre a pessoa precisa saber o nome da sua empresa ou marca para encontrá-la no Google. Se o seu site estiver otimizado e bem ranqueado, ao procurar pelo serviço ou produto que você oferece, seu potencial cliente pode te encontrar mais facilmente e da maneira mais comum, através dos buscadores;
  • Integração com redes sociais – É possível integrar os perfis de redes sociais da sua empresa no seu site, ampliando a conexão dos seus clientes em todas as plataformas que você atua.

A partir dessas informações, nós te perguntamos:

Onde você quer estar quando esses potenciais clientes te procurarem? Sem dúvidas, o seu interesse é estar disponível com todos os seus serviços e produtos para atendê-los, não é verdade? E para competir com os concorrentes no mercado digital é essencial a sua empresa estar bem posicionada, ativa e com um site que passe credibilidade com a sua marca.

A criação de um site que seja responsivo, ou seja, que tenha elementos que se ajustem aos tamanhos de tela existentes no mercado, com conteúdo útil, facilidade de encontrar e carregar, entre outros pontos, ajuda a sua empresa a aparecer mais e se posicionar melhor no mercado virtual. Associar isso a um projeto de marketing digital estratégico, focado em geração de conteúdo e nas redes sociais, impulsiona ainda mais suas metas empresariais.

Fonte: netguarana.com.br

, , ,

E-consumidor da Região Metropolitana de Ribeirão Preto cresce

O e-commerce representa um importante pilar da economia brasileira, com previsão de faturar quase R$ 80 bilhões em 2019, e Ribeirão Preto já é a 16ª que mais compra pela internet.

Segundo dados do relatório E-consumidor da Região Metropolitana de Ribeirão Preto

realizado pelo ComEcomm (Comitê de Líderes de E-commerce), grande parte da população economicamente ativa da região compra com frequência pela internet (93% dos entrevistados).Constata-se que o ato de pesquisar na internet antes de comprar numa loja física corresponde a 92% dos consumidores.

Outro dado é que 80% da população prefere comprar pela Internet do que ir na loja física, e adentrando outras perguntas do formulário é possível traçar estratégias pelos lojistas da região para poder conquistar esses consumidores, quais as expectativas e preferências para não deixar esse faturamento ir para um concorrente de outra região ou daqui mesmo.

Fonte: abcomm.org

, ,

A importância da mídia impressa

mídias impressas

Você sabe qual a importância da mídia impressa? Nesse post, vamos te mostrar a importância desse investimento.

Tão importante quanto o cenário digital, a mídia impressa continua sendo um meio de comunicação bastante utilizado no mercado, principalmente por publicitários e jornalistas que trabalham com impressos gráficos.

De maneira resumida podemos dizer que ela abrange particularmente os materiais impressos em gráficas.

O meio impresso pode ser divulgado nos mais variados veículos de comunicação, como é o caso das revistas, jornais, informativos, anuários ou em peças avulsas com malas-direta, folders, flyers e outdoors, sendo estes categorizados também como mídia exterior.

Outro detalhe que vale a pena ser mencionado é que esses materiais podem ser feitos nos mais diferentes tipos de acabamentos, papeis, adesivos, plásticos, variando em cores, efeitos e tamanhos.

No ranking geral, a mídia impressa está em quarto lugar e passou de 42% para 45% em nível de confiança.

Antes dela, vêm às forças armadas em primeiro lugar, seguida pela igreja católica e o ministério público. As emissoras de televisão estão em sexto lugar e também apresentaram crescimento de credibilidade no ranking indo de 31% para 34%.

Pesquisas recentes demonstram que sobe o número de leitores da mídia impressa e, igualmente importante, sobe também o nível de confiança nessa forma de mídia em relação à mídia digital: 60% dos entrevistados preferem ler no papel e confiam nesse suporte; 84% dos brasileiros não confiam em informações de redes sociais; 83% desconfiam de blogs.

O que é mídia impressa?

Também conhecida como mídia off-line, a mídia impressa é um dos meios de comunicação mais comuns que existem, tanto que é muito raro ouvir alguém que nunca viu algum anúncio nesse tipo de impresso.

Pode-se afirmar ainda que é um recurso da publicidade que, mesmo com o passar dos anos, consegue manter-se renovado no mercado.

Por mais que muitas pessoas acreditem que com o avanço da mídia digital a impressa iria ficar de lado, o fato é que essa situação só contribuiu para que aumentasse ainda mais as exigências com relação à qualidade dos impressos.

Pode-se dizer que ela é de fácil transporte, sendo bem popular, se adapta ao ritmo do leitor e possui baixo custo, por isso que as empresas ainda a utilizam muito.

Tipos

  • Folders, flyers, take one, catálogos;
  • Lâminas de venda;
  • Merchandising no PDV;
  • Materiais promocionais;
  • Apresentações em ppt ou pdf;
  • Customização de estandes;
  • Criação de displays;
  • Ambientação e sinalização;
  • Projetos especiais;
  • Criação de campanhas;
  • Mídias sazonais.

Vantagens

  • Materiais impressos dificilmente deixarão de existir;
  • É integrável a qualquer meio;
  • Alta credibilidade;
  • Não é necessário o uso de meios externos para ser divulgada;
  • Vasto poder de divulgação, permitindo com que a distribuição seja local e direta, sem necessidade de aparelhos eletrônicos para o envio das informações;
  • Mídia bastante popular;
  • Permite releitura e leitura seletiva;
  • Possui um público consolidado;
  • De fácil adaptação ao ritmo do leitor;
  • Não é necessário um horário pré-determinado de distribuição;
  • Conteúdo mais aprofundado;
  • Possui um menor custo quando compara às outras mídias;
  • De fácil transporte.

Além dessas vantagens, ainda é possível mencionar que esse tipo de mídia tem a preferência do público, já que este gosta bastante dos meios impressos, na grande maioria das vezes, sem esquecer-se de mencionar que nela é possível descrever determinados produtos com mais detalhes, o que gera maior força no momento da decisão de compra.

Desvantagens

  • É necessário produzir o material com antecedência para que o mesmo consiga ser entregue dentro do prazo previsto;
  • Quando em grande quantidade, é um material de difícil transporte;
  • Circulação restrita geograficamente;
  • A impressão colorida encarece os preços;
  • É mais difícil manter a atenção do usuário.

Claro que não podemos deixar de mencionar aqui que a interatividade é mais difícil de ser conseguida, a impressão colorida encarece os custos e é mais difícil alcançar a motivação e manter a atenção do usuário.

Um aspecto importante a ser considerado pelas instituições que elaboram mídias impressas é o tempo de preparação, certos materiais bem elaborados envolvem grandes equipes e demandam muito tempo para sua produção.

Diante da pressão dos prazos curtos de entrega nem sempre é possível levar em conta toda a complexidade de fatores envolvidos na elaboração de materiais educacionais.

O que gera uma contradição entre a exigência de qualidade nos materiais impressos e a demanda crescente do mercado.

Contudo, um fato de grande importância que deve ser levado em consideração pelas empresas que trabalham com mídia impressa é o tempo de preparação.

Alguns materiais podem envolver muitas pessoas em sua confecção, o que demanda tempo para sua produção.

Mas quando você entrega o seu material a uma gráfica de qualidade, que trabalha com rapidez e agilidade, esse problema ganha uma solução.

A Gûte Propaganda pode te ajudar a impulsionar seu negocio, com mídias impressas e digitais nós oferecemos uma grande gama de serviços para aprimorar e alavancar sua empresa. Conte conosco!

Fonte: promopress.com.br  (modificado)

, , ,

A importância de criar um site para a sua empresa

A importância de um site está na visibilidade que ele traz para empresa, permitindo um maior alcance do negócio para o seu público alvo. Exibindo as informações mais relevantes sobre empresa, o site age  como uma vitrine do negócio, sendo o primeiro contato para muitos clientes em potencial.

Independente do tamanho da empresa ou do segmento de negócio, ter uma página na web essencial para criar uma presença na web e valorizar a sua marca. É difícil pensar em uma marca bem sucedida que não tenha um site na internet, não é mesmo?

Neste artigo, você vai entender a importância de ter um site, e conhecer as vantagens que uma presença na web pode trazer para você e a sua empresas. Vamos lá?

Quais as vantagens de ter um site em relação à rede social?

Há quem pense que as redes sociais são o suficiente para criar uma presença online e interagir com a audiência, mas comparadas com um site, elas são plataformas limitadas. No entanto, isso não quer dizer que elas não tenham utilidade, muito pelo contrário, elas servem como ferramentas de apoio para o site.

Um site promove sua empresa 24 horas por dia, 7 dias por semana. Nenhum funcionário é capaz de fazer isso.

Para ter uma ideia da importância de um site, considere vantagens, como:

  • Credibilidade – um endereço na web fortalece a sua marca;
  • Visibilidade – ajuda a trazer mais visibilidade para sua marca;
  • SEO – permite que seu negócio seja encontrado com mais facilidade;
  • Mais vendas – possibilita técnicas de vendas personalizadas;
  • Métricas avançadas – permite que você entenda melhor o perfil dos seus clientes;
  • Publicidade – oferece flexibilidade na divulgação da empresa;
  • Personalização – liberdade para personalizar a página livremente;
  • Comunicação – disponibiliza várias formas de comunicação com os visitantes;
  • Baixo custo – um site pode sair bem barato ou até de graça.

O site é a vitrine do seu negócio, ele exibe o que você quer que sua audiência veja, exatamente do jeito que você quer. Um site permite que você apresente a sua empresa, com as informações mais relevantes do seu negócio e cause uma boa impressão para os visitantes.

A rede social serve como um instrumento para facilitar o compartilhamento, proporcionando maior engajamento e interação dos usuários do seu site. Se você tiver um blog no seu site, por exemplo, você pode usar as redes sociais para compartilhar seus artigos e alcançar mais pessoas interessadas no seu negócio.

Credibilidade e fortalecimento da marca

Todas as empresas e marcas de renome reconhecem a importância de um site. É difícil encontrar um negócio bem estabelecido que não invista numa presença online. Um dos motivos disso está na credibilidade que um site traz para a marca, facilitando o acesso através do seu endereço online.

Com o crescente acesso à tecnologia, as pessoas estão constantemente na internet, buscando novas experiências, soluções para os seus problemas, produtos e serviços. Assim, deixando de ter um site, a empresa não só dificulta o acesso para essas pessoas, como também passa a impressão de ser ultrapassada.

Mais visibilidade para seu negócio

Um site traz mais possibilidades para desenvolver a parte de marketing digital na sua empresa, aumentando o alcance do seu negócio para diferentes audiências. Uma estratégia bastante utilizada é a de marketing de conteúdo, em que o conteúdo que é produzido para o site aumenta sua visibilidade e alcance.

Um site é a vitrine para o seu negócio, o seu recurso mais importante.

É comum ver esse tipo de estratégia aplicada em sites de credibilidade em forma de blog. Além da importância do site como uma página inicial, que serve como uma vitrine para a empresa, há também a possibilidade trazer de novidades ou artigos relevantes para o público alvo da empresa, trazendo mais visibilidade para o negócio.

Seja encontrado online no Google

Fazer uma pesquisa na internet antes de tomar uma decisão, comprar um produto ou contratar um serviço, é algo muito comum nos dias de hoje. E a forma mais prática de fazer essa pesquisa é usando um mecanismo de busca, como o Google – o principal de busca na internet.

O Google é o site mais acessado na internet, a ferramenta que a grande maioria das pessoas recorre para tirar dúvidas ou resolver problemas. Com um site, é possível investir numa estratégia de otimização SEO (Search Engine Optimization), fazendo com que seu site seja encontrado com maior facilidade na Internet.

Aumento vendas e conversões

Com o site, você consegue promover melhor os seus produtos ou serviços, pois você pode definir exatamente o que deve ser apresentado na página. Tendo controle total da experiência que os visitantes têm ao acessar sua página, as chances de conseguir novos clientes e fazer novas vendas aumentam.

Ao criar um site de vendas, por exemplo, você pode criar uma página personalizada de acordo com as necessidades dos visitantes. Um site que traz um formulário para orçamento ou um chat ao vivo para auxiliar o visitante facilita a interação com e, consequentemente, a concretização de um negócio.

Acesso a métricas avançadas

Para quem quer entender melhor o público alvo, conhecer os visitantes e torná-los clientes, um site integrado com ferramentas de análise de dados pode ser a solução. Um site permite a integração com diversas ferramentas, como Google Analytics, que ajudam a entender comportamento dos usuários do seu site.

As métricas obtidas com esse tipo de integração observam o comportamento do visitante desde o momento que ele acessa o seu site, acompanhando todas as suas ações. Isso deixa clara a importância de um site, pois permite que você identifique o que pode ser melhorado na sua página e tenha mais resultados.

Liberdade de personalização

Uma das principais vantagens de ter um site – principalmente quando comparado com uma rede social –, está no nível de personalização que pode ser obtido. Num site, não há um limite para o que pode ser feito ou customizado, é possível criar um site com estilo que você quiser.

Dessa forma, um site bem personalizado consegue oferecer uma experiência diferenciada para o visitante.

Interação com clientes

Um bom relacionamento com o cliente é importante para qualquer negócio, e um site traz ferramentas para melhorar a comunicação. Com um site, é possível criar uma área para receber o feedback dos visitantes, como críticas e sugestões, mostrando que a empresa está interessada na satisfação dos clientes.

A depender do tipo de negócio, pode ser interessante exibir depoimentos dos clientes ou casos de sucesso. Além disso, ter testemunhos desse tipo causa uma boa impressão para quem nunca ouviu falar do produto ou serviço. Assim, quem visitar o seu site terá exemplos das vantagens que a sua empresa apresenta.

 

Fonte: www.melhorhospedagemdesites.com

, ,

O que são Leads e por que você deve trabalhar com essa estratégia?

Um dos principais objetivos de uma estratégia de marketing digital é gerar contatos capazes de se transformarem em clientes. Leads são maneiras de qualificar esses contatos, e uma gestão eficiente é essencial para alcance de metas. Não à toa, o termo “gestão de leads” se tornou um verdadeiro mantra entre profissionais de marketing.

Ter uma compreensão aprofundada a respeito do comportamento da persona da sua empresa e do nicho de mercado em questão é fundamental para o sucesso de estratégias de comunicação. Entender a jornada de compra do consumidor implica na criação de campanhas e ações voltadas especificamentes para o que o lead deseja. Afinal, Inbound Marketing tem como missão entregar conteúdo e informação certos para a pessoa ideal e no momento em que ela mais precisa!

Saiba porque você deve focar em gestão de leads para maximizar suas oportunidades de negócio!

O que são leads?

Leads nada mais são do que uma pessoa que forneceu dados de contato como nome, e-mail, celular etc. em troca de algo que um site pode oferecer, como conteúdo relevante, testes gratuitos de ferramentas, dentre outros.

Um lead é um visitante que demonstra interesse nos seus serviços ou produtos, e que certamente pode passar de um simples “curioso” para cliente de fato. Existem vários níveis na jornada de compra, e ter em mente que nem sempre aqueles que já decidiram comprar devem ser o centro das atenções!

Qual a importância dos leads para o funil de vendas?

O funil de vendas ou pipeline representa as 3 etapas que o lead percorre, desde o primeiro contato com a empresa até a compra: topo de funil (aprendizado e descoberta), meio de funil (reconhecimento de problema/consideração de solução) e fundo de funil (decisão de compra).

Para que a estratégia de Inbound Marketing seja bem-sucedida e não acabe se  tornando spammer, oferecendo produtos e serviços para todos os leads sem qualificá-los, é preciso entender em que etapa eles se encontram. Assim, você entregará o conteúdo certo para a pessoa certa, uma vez que o perfil dos leads estará bem delineado e direcionado para a decisão de compra.

Portanto, o funil de vendas conduz leads por etapas até a  finalização de uma compra. O principal objetivo é atrair e fidelizar clientes, que se sentirão confiantes e esclarecidos para contratar seus serviços ou adquirir seus produtos.

Como gerar leads para meu negócio?

Após criar um funil de vendas, é preciso definir um plano de ação para trilhar o percurso dos leads. Isso pode ser feito por meio de conteúdo relevante como blog posts, com assuntos e temas de interesse desses clientes em potencial. Assim, um vínculo é estabelecido e você saberá em que momento aquele lead se encontra. Tenha ciência de que todos os estágios do funil são importantes,

É possível também criar um funil de vendas por meio de ferramentas de email marketing, bem como em redes sociais. Vale ressaltar que diversos funis também são uma possibilidade, e quanto mais pontos de entrada um site ou blog tiver, maiores são as chances de capturar cada vez mais leads.

Mais do que gerar volume, é fundamental saber separar cada oportunidade, caso contrário, o grande volume de leads pode ocasionar problemas para a equipe comercial de uma empresa, pois uma gestão ineficaz implica em perda de receita.

Capturar leads é sinônimo de geração de vendas, e administrar seus contatos vai muito além do cadastro: trata-se da manutenção de um relacionamento duradouro de confiança.

 

Dúvidas em relação ao assunto? Deixe um comentário abaixo para que a gente possa ajudar você!

Fonte (www.seomaster.com.br)

, ,

Como ganhar dinheiro com loja virtual?

e-Commerce

Como ganhar dinheiro com loja virtual é o sonho de 8 em cada 10 leads (potenciais clientes) da agência de Marketing DigitalGeração Interativa. Por isso, neste post, nós vamos lhe mostrar como fazer isso.

Em primeiro lugar, é preciso que saiba que antes de ganhar alguma grana no comércio eletrônico, você terá que investir tempo, esforço e dinheiro na construção do seu império e-commerce.

Logo, há basicamente dois tipos de investimentos financeiros necessários para iniciar a sua loja virtual. São eles os gastos com a montagem e com a manutenção. Nós já abordamos esses assuntos nos artigos:

• Quanto custa montar uma loja virtual ?

• Quanto custa manter uma loja virtual ?

Uma vez que a criação de loja virtual e sua administração ao longo do tempo estejam em pleno curso, você precisa pensar em recuperar o investimento de montagem e cobrir os custos de manutenção(tais como os dos gastos com o serviço de links patrocinados de uma agência de Marketing Digital , por exemplo) para começar a obter lucro.

Para fazer isso, vai ser necessário ajustar os preços dos seus e-produtos cientificamente. Isso evitará erros que poderão comprometer o pagamento dos custos, reduzir seu lucro, lhe dar prejuízo e até levar sua loja virtual à falência .

Mas como se demarca cientificamente o preço dos seus e-produtos? Isso pode ser feito por meio de ferramentas como a Mark-Up, com a qual é possível somar todas as suas despesas e seu lucro para definir o preço de venda.

A Mark-Up conta com uma fórmula simples e de fácil entendimento. Na página 90 do e-book grátis do Sebrae “Como definir o preço de venda no comércio ” é possível acessar a fórmula comentada.

O Sebrae também oferece gratuitamente a ferramenta “Prazo de Retorno do Investimento ” (PRI), que permite calcular em quanto tempo será possível recuperar o dinheiro que usou para abrir a sua loja virtual.

Sonho da maioria dos potenciais clientes da agência de Marketing Digital Geração Interativa, ganhar dinheiro com loja virtualnão é algo tão fácil, mas se você tiver as ferramentas certas, poderá ir mais longe do que imagina!

Quanto custa manter uma loja virtual?

Quanto custa manter uma loja virtual?

Olá, amigo leitor! Você que já leu o artigo “Quanto custa montar um loja virtual?” e agora já sabe quanto uma agência de Marketing Digital pode cobrar pelo serviço, chegou a hora de saber quanto custa manter o negócio.

Antes de mais nada é preciso informar que a criação de loja virtual requer a abertura de empresa via Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ). Saiba mais sobre isso no post:

• Quais os procedimentos legais para criação de loja virtual?

Uma vez que uma loja virtual é uma empresa, a sua operação ao longo do tempo só é possível por meio da quitação periódica de dois tipos de despesas, são elas:

• Despesas fixas

São os custos que não aumentam e nem diminuem em relação ao volume de produção da empresa. Entram nessa categoria o aluguel, a telefonia, a segurança, a limpeza, a vigilância, a manutenção, o provedor, etc.

• Despesas variáveis

São os custos que aumentam ou diminuem em relação ao volume de produção da empresa. Entram nessa categoria as matérias-primas, as comissões de vendas, os insumos produtivos como a água e a energia elétrica, etc.

Os gastos com domínio e hospedagem do site, com o aluguel (em alguns casos) da plataforma e-commerce, com os serviços proporcionados por uma agência de Marketing Digital e por outros fornecedores também devem ser computados ao montante necessário para manter seu comércio eletrônico.

Dessa forma, o custo total para manter uma loja virtual funcionando dia após dia, mês após mês, ano após ano, varia de acordo com o tamanho do projeto.

Sendo assim, as pequenas, médias e grandes empresas terão gastos muito diferentes e proporcionais às suas demandas e amplitude de operação. O importante, no entanto, é adequar os preços de venda dos seus e-produtos de uma maneira que você consiga pagar as contas da sua loja virtual e obter lucro no final do mês.

Fonte: http://geracaointerativa.com.br/noticias-marketing-digital/quanto-custa-manter-uma-loja-virtual.html

,

Como e onde investir no Marketing Digital?

O perfil dos consumidores tem mudado nos últimos anos, isso acontece devido a evolução da internet. Hoje em dia é possível fazer inúmeras tarefas utilizando a web, e uma delas é poder comprar sem sair de casa e ainda ter a comodidade de receber o produto em seu lar. O marketing também evoluiu para acompanhar esses clientes, tornando-se mais dinâmico e eficaz, proporcionando resultados satisfatórios.

As empresas perceberam a necessidade de contratar especialistas para trabalhar com o público da web, é nessa hora que entra o Marketing Digital, a evolução do marketing para internet. Entre as funções atribuídas ao marketing digital podemos destacar; definição de estratégias, estudar o perfil dos clientes de acordo com o serviço e produto oferecido pela empresa, conhecer o concorrente, acanhamento dos resultados com relatórios específicos, e com as ferramentas de SEO deixar sua empresa online nas primeiras páginas dos buscadores da internet.

Você pode se perguntar “qual é o momento certo de procurar uma Agência de Marketing Digital? Como investir? Em que investir? ” No momento em que sua empresa se faz presente no mundo virtual, essa é a hora de começar a trabalhar utilizando o Marketing Digital, quanto mais cedo melhor. Isso vai possibilitar você acompanhar de perto a evolução do seu negócio, desde as primeiras análises e saber os pontos que precisam ser modificados.

Depois que contratar uma Agência de Marketing, o próximo passo é saber onde investir, quais ferramentas utilizar. Uma das grandes vantagens da web é o alcance do grande número de pessoas ao mesmo tempo. Do mesmo modo que as pessoas entram nas lojas físicas para se informando valor dos produtos, elas também fazem isso nas lojas online.

A maioria dos consumidores antes de comprar costumam fazer pesquisa de preços, então é preciso deixar sua loja otimizada ou seja fazer com que ela apareça nos buscadores quando os clientes fazem pesquisa de produtos que tem a ver com seu negócio. Para isso você deve investir nas técnicas de SEO, para melhorar seu posicionamento na internet.

Você também pode fazer uso das redes sociais, que tem um grande número de usuários. Nas redes sociais você pode construir um bom relacionamento com seus clientes e atrair novos por meio das postagens.

Outra maneira bacana e eficaz para investir é nos links patrocinados, é uma forma de aparecer nos primeiros resultados de busca. A grande vantagem do link patrocinado é que seu anúncio só vai aparecer para quem realmente está buscando seu produto ou serviço. É possível atingir o público alvo, pois quando o cliente digita o que deseja, o link da empresa relacionada ao assunto digitado, vai aparecer entre as primeiras opções.

O marketing Digital é um trabalho direcionado de acordo com desejo do cliente. Você pode fazer o direcionamento de seus objetivos e o orçamento de quanto pode gastar com essas ações. A internet é o meio de comunicação mais rápido que existe, e uma das formas de encontrar seu público alvo é saber usar a web adequadamente. Campanhas e anúncios feitos para internet tem resultados satisfatórios e ainda é mais barato que a publicidade convencional.

Fonte: http://geracaointerativa.com.br/noticias-marketing-digital/356-como-e-onde-investir-no-marketing-digital.html

,

Como ganhar curtidas na minha fan page

Fala galera, antes de começar as Dicas para Ganhar Acesso vou contextualizar um pouco o leitor. As mídias sociais têm o poder de atrair milhares de pessoas para o seu negócio. Sabe quantas pessoas acessam o facebook por mês? Das mídias sociais a que tem um maior número de usuários é o Facebook, que no Brasil chega a 83 milhões de pessoas ativas na rede por mês =O. Isso supera o G+ mas não esqueça que o G+ gera links e tudo mais.

Muitas empresas estão fazendo uso de estratégias de Marketing Digital , mas muitas vezes utilizam estratégias separadas e não integradas. Temos dois métodos:
Pagando para o Facebook e Sem pagar para o Facebook.

O número de curtidas de uma página mostra sua popularidade diante das pessoas. Algumas fan pages são de ótima qualidade, com dicas excelentes, produtos com preços bem competitivos, mas não tem um número de curtidas tão grande, então o que fazer? Como conseguir curtidas para a fã page?

Uma Pesquisa divulgada pela Revista Exame, revela o porque do sucesso de algumas fan pages mais curtidas no Brasil, Nós da Geração Interativa selecionamos alguns passos a serem seguidos. Vejam abaixo:

 

Dica 1 – Horário da postagem

Uma das dicas é não fazer de sua página uma panfleteria online, ficar compartilhando fotos de produtos a todo momento. Faça de sua fan page uma página de utilidade, com notícias positivas, dicas de auto estima, intercale as postagens. Pela manhã os horários que mais convertem são: 6h00, 7h00, 8h00, 10h00, 12h00. Quer saber qual horário na parte da tarde e noite acesse a imagem acima e clique em Qual a melhor hora para postar no Facebook? porque são muitos horários.

Dica 2 – Posts com Links

Publique no Facebook intercalando postagens de imagens e vídeos um Link de seus produtos direcionando com determinado assunto, por exemplo, uma loja de doce pode colocar uma foto bem atrativa por volta das 14:30h dizendo, “está quase na hora do lanche, já resolveu o que vai querer hoje? segue nossa sugestão para sua tarde. ”. Sempre clique em alterar imagem após colocar um link no Facebook e atualize a imagem para o tamanho ideial.

Dica 3 – Promoções restritas para curtidores

Faça promoções atrativas, e para concorrer basta curtir a página e compartilhar a imagem da promoção. Interaja com seus usuários, faça concurso de frases, pode ser uma frase relacionada com seu negócio. Ou de fotos em alguma data comemorativa, tipo dia dos pais, peça que publiquem fotos com seus pais e determine uma regra para as fotos. Além de atrair pessoas, os concursos dão resultado pela competitividade, as pessoas gostam de competir.

Crie uma promoção onde não apenas o seu cliente ganha, mas o amigo que ele marcar também terá direito. Nessas promoções que pede para marcar alguém, basta marcar uma pessoa, não peça para seus seguidores saírem marcando todo mundo. Fica uma postagem deselegante.
Observe o comportamento de seus seguidores, o que eles cometam, suas preferências, nesses detalhes vão surgir ideias.

É importante responder todos os comentários, isso leva tempo e dedicação, seus seguidores irão se sentir importantes, as pessoas gostam de serem bem tratadas nas redes sociais, isso demonstra que você percebeu a existência delas.

Quando as pessoas gostam de um determinado post, fazem questão de compartilhar com amigos, muitas vezes até marcando determinadas pessoas, por saberem que o assunto vai interessar.

Caso não tenha tempo para se dedicar a sua fan page como gostaria, busque ajuda de uma Agência de Marketing Digital, nós somos profissionais habilitados para trabalhar com mídias sociais, e temos mais tempo para desenvolver essa parte da rotina das agências.

Dica 4 – Comprando Curtidas

A melhor dica é essa: Anuncie no Facebook! É muito importante estar onde você não está. Comprar Acessos, comprar mídia é o jeito mais antigo de se fazer dinheiro.
O custo do click é baixo e com R$50,00 você já tem um bom resultado, investindo corretamente você passa a ter mais de 10mil curtidores fácil!
Métodos ilegais de ganhar curtida: Não recomendamos de forma alguma você comprar curtidas, quando se coloca pessoas dentro da sua página que não gostam realmente do produto. Temos um alto índice de Campanhas negativas porque você gera um anuncio pensando que vão comprar, ou pelo menos se interessar, mas como não é exatamente o seu público alvo, você acaba desperdiçando seu click.

 Dica 5 – Compartilhando em Grupos

Não adianta você pegar o link do seu site e copiar em um grupo no Facebook. Escolha um link de postagem e utilize esse link na divulgação. Tente aumentar um link de engajamento, fortalecer esse link. É mais importante do que contabilizar diversos compartilhamentos em imagens separadas. Isso é gratuito, não custa nada. Só seu tempo em buscar grupos bons para divulgar o seu POST. Veja que marco o POST por que o grupo tem que ter a ver com o POST não necessariamente com a página.

Dica 6 – Curta para ver o vídeo ou texto

Conteúdo privado está na MODA, nada melhor do que quando alguém acessa seu site você abre um Pop-Up com um “Oi amigo, me ajuda pelo amor de Deus a ter mais curtidas? Curta minha página e Veja o Texto abaixo”. Isso é uma mensagem automática gerada por um plugin no WordPress ou Joomla e gera uma curtida para sua página. O ideal é você mudar a página que a pessoa está curtindo sem alterar a mensagem. Assim ela curte diversas páginas suas frequentando o seu blog.

Quer comprar curtidas?

O melhor método é o anúncio no Facebook e conseguimos gerar 1.000 ou 10.000,00 curtidas em pouco tempo e com um público realmente interessado no seu produto. Quer como baixamos o custo dos nossos anúncios em até 0,1 centavo o click?  Envie um e-mail para gente. Obrigado e se você gostou desse artigo ou se ele te foi útil. Curta nossa page. =)

 

Curso Facebook Ads para Afiliados 3.0

Se você está buscando um curso novo sobre marketing digital e que também fale mais sobre curso de Facebook Ads te recomendo fortemente que você compre o curso do Carlo Bettega, que engloba muitos pontos que você pode economizar nas suas campanhas, chegando a menos de 1 centavo o click.

O curso custa menos de R$500,00 e você ainda tem suporte do autor e bonus com outros produtores, vale a pena conferir. veja o link abaixo:

Fonte: Geração Interativa
(http://geracaointerativa.com.br/noticias-marketing-digital/335-como-ganhar-curtidas-na-minha-fan-page.html)